Com isso, a plataforma já viabiliza licitações para quase 40% das prefeituras do país, entre elas a de São Paulo, devendo movimentar R$ 60 bilhões em compras em 2021
 
O Portal de Compras Públicas, maior plataforma privada de pregão eletrônico do país, acaba de alcançar essa semana uma marca histórica em sua jornada desde 2016, quando passou a atuar de forma independente no setor – chegou aos 2 mil municípios atendidos, o que representa 36% de todas as 5.570 prefeituras do país.
Entre essas prefeituras estão as de capitais como São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Vitória (ES) e Palmas (TO).
Para atender esse universo, o Portal construiu uma base de 230 mil fornecedores cadastrados, de todas as regiões. 
Hoje, via a plataforma são licitados diariamente cerca de R$ 250 milhões em compras públicas, o que deve levar a empresa a dobrar o volume transacionado no ano passado, chegando aos R$ 60 bilhões em 2021.
“É uma marca excepcional, são quase 40% dos municípios brasileiros comprando com a nossa plataforma!”, comemora o CEO do Portal, Leonardo Ladeira. “E conferindo a essa conquista o sabor de ‘joia da coroa’, a Prefeitura de São Paulo, que é a maior cidade do hemisfério Sul do planeta, também passou a fazer aquisições com o Portal de Compras Públicas. Para darmos uma noção do que isso significa em volume de negócios, o Produto Interno Bruto (PIB) da Prefeitura de São Paulo equivale à soma de 4.305 municípios brasileiros juntos e sua população supera em 3 milhões toda a população de Portugal, por exemplo”.
 
O NICHO DAS COMPRAS PÚBLICAS PARA OS PEQUENOS
Os números significam que estão sendo geradas em média 8.500 oportunidades de negócios por dia, que chegam a mais de 180 mil todo mês, para os fornecedores que querem vender para os governos. 
As compras públicas representam uma fatia em torno de 12% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e movimentaram mais de R$ 900 bilhões em 2019, segundo o Ministério da Economia. “É um mercado que não pode ser desconsiderado por empresas de nenhum porte”, destaca Ladeira.
Por isso, o Portal vem desenvolvendo desde 2020 parcerias regionais com o SEBRAE, a fim de incentivar pequenos empreendedores a participar desse enorme nicho de negócios e, na outra ponta, as prefeituras a comprarem dos pequenos empreendedores locais. “Os municípios também não podem deixar de aproveitar o potencial de seus pequenos negócios, viabilizando um novo incremento ao desenvolvimento da economia local e regional”, defende o CEO.
O Portal já tem parcerias em andamento nesse sentido no Pará, Paraná e em São Paulo, inclusive com a prefeitura paulista, e os resultados comprovam que as compras públicas também são mercado para os pequenos negócios. “Atualmente, dois terços das licitações vencidas no Portal são de micro e pequenos empresas, desmistificando a máxima de que somente grandes empresas conseguem vender para os governos”, revela Leonardo Ladeira.
 
SOLUÇÃO NA PANDEMIA E PREGÃO ELETRÔNICO
O Portal de Compras Públicas quintuplicou o número de prefeituras atendidas e também o de fornecedores nos últimos dois anos, em plena crise econômica gerada pela pandemia do Covid-19. 
Além do foco nos pequenos negócios, outros dois fatores foram fundamentais para esse desempenho.  O primeiro é que a plataforma opera de forma 100% digital. Como uma startup GovTech especializada em desenvolver soluções tecnológicas para governos, acessa ferramentas para que prefeituras e órgãos públicos façam suas aquisições inteiramente pela internet, interligando-os com fornecedores cadastrados de todo país.
Foi a solução ideal para manter a máquina pública municipal funcionando durante a pandemia e o isolamento social do Covid-19, pois não requer nenhum contato físico entre as equipes das prefeituras, fornecedores e nem com o atendimento do Portal. A plataforma, inclusive, vem viabilizando em todo esse período milhares de aquisições municipais necessárias para o combate ao vírus e o atendimento às vítimas.
 
O segundo fator foi a entrada em vigor do novo Decreto do Pregão Eletrônico (10.024/2019), que tornou a modalidade obrigatória para todos os municípios que utilizam as verbas das transferências voluntárias da União. Elas são a principal fonte de recursos para mais de 90% dos municípios brasileiros, destaca Ladeira. 
Como a maior parte deles (73%) têm entre 10 mil e 20 mil habitantes (IBGE/2020), as dificuldades de se adequar às exigências da nova lei eram enormes e o Portal então encampou um trabalho intensivo de capacitação e treinamento, a fim de preparar prefeituras de todo país a migrar para as plataformas digitais, passando a fazer suas aquisições via pregão eletrônico. 
“Não paramos em nenhum momento”, ressalta Ladeira. “Trabalhamos em todas as regiões do país para capitalizar a adesão de potenciais usuários à nossa plataforma e ferramentas, firmando o Portal como a melhor solução de licitação para a esfera municipal”, afirma Ladeira. “Ao mesmo tempo, estamos ajudando a fomentar a inovação tecnológica dentro do governo e o desenvolvimento do empreendedorismo em todo o Brasil”, orgulha-se o CEO, que credita o ótimo desempenho ao espírito de equipe dos funcionários da plataforma. 
 
SELOS GPTW E GOVTECH
“Não é à toa que em novembro recebemos a certificação Great Place to Work (GPTW), um selo conferido por essa consultoria global que apoia organizações a obter melhores resultados por meio de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação”, relembrou. O GPTW atesta que o Portal é um Ótimo Lugar para Trabalhar, após pesquisa detalhada com os funcionários da empresa que apontou um índice de 89% de satisfação.
Também no final do ano, o Portal recebeu o selo de GovTech do BrazilLAB, o primeiro Hub de inovação da área no país, num reconhecimento de que é uma empresa inovadora para o setor público. Com isso, passou a fazer parte de uma rede de empreendedores que possuem soluções tecnológicas para diversos desafios dos governos, seja na esfera municipal, estadual ou federal e até mesmo no Legislativo e Judiciário. 
“É um grande orgulho colher todos esses resultados do nosso esforço incessante e da convicção de que as compras públicas são um nicho de mercado cada vez mais importante e acessível a empreendedores de todos os portes e regiões”, avalia o CEO Leonardo Ladeira.