Podcast conta como municípios e consórcios da região compraram EPIs, álcool gel e testes rápidos com valores até 85% menores via pregões eletrônicos na plataforma
 
 
 
 
Municípios e consórcios intermunicipais da região Nordeste estão conseguindo viabilizar compras de materiais para o combate ao Covid-19 graças ao acesso à base de mais de 100 mil fornecedores cadastrados do Portal, ferramentas e soluções de pregão eletrônico e também ao perfil 100% digital da plataforma, que garantiu a continuidade das compras públicas durante todo o período de isolamento devido à pandemia. Melhor ainda: as aquisições têm sido feitas com redução de 50 a até 85% nos preços finais.
É o que mostra o episódio número 05 do Podcast do Portal, o COMPRAS PÚBLICAS NA PRÁTICA, que vai ao ar nesta terça-feira (25).
O Podcast do Portal é quinzenal pode ser ouvido em cinco plataformas digitais – SOUNDCLOUD, SPOTIFY, CASTBOX, DEEZER E APPLE PODCASTS/iTUNES.
 
Os convidados do Podcast são:
  • o Secretário-executivo do Consórcio dos Municípios Pernambucanos (COMUPE), José Mário Barros Falcão, 
  • o Pregoeiro municipal de Alexandria, no Rio Grande do Norte, Ulisses Neto de Mesquita e 
  • o CEO do Portal de Compras Públicas, Leonardo Ladeira
 
O Consórcio dos Municípios Pernambucanos (COMUPE), que reúne 16 municípios de diversas regiões e tem como característica a abrangência estadual, escolheu o Portal para realizar em maio, ainda no início da pandemia, uma Ata de Registro de Preços de R$ 11,2 milhões para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Na época, havia o temor de não se conseguir encontrar no mercado fabricantes de EPIs ainda com capacidade para novos pedidos, pois municípios de todo o país estavam demandando os mesmos produtos (máscaras, protetores faciais, sapatilhas e toucas hospitalares, álcool 70% em gel e líquido e testes rápidos para diagnóstico do Covid-19). Porém, utilizando a plataforma do Portal, o Consórcio não apenas conseguiu acessar fornecedores que disponibilizaram os produtos como ainda obteve 50% de redução no preço das máscaras cirúrgicas e N95 e também no álcool. 
Além dos preços reduzidos, o objetivo maior foi atingido - garantir acesso aos produtos emergenciais para os filiados do Consórcio por três meses, ainda com possibilidade de estender a Ata a pequenos municípios do estado, para auxiliá-los na dificuldade de aquisições individuais durante a pandemia.
 
Já no Rio Grande do Norte, o município de Alexandria, a 380 quilômetros da capital Natal, acabou de adquirir 12 mil testes rápidos para Covid-19, dos tipos IGG e IGM, via o Portal de Compras Públicas - por R$ 153.480,00. Estreando na modalidade do pregão eletrônico em julho, a prefeitura obteve uma redução de 85% no preço do kit dos testes – a unidade custava R$ 83,00 no preço de referência e saiu por R$ 12,79 na compra via a plataforma. No início da pandemia, o município chegou a pagar R$ 151,00 por kit do mesmo teste. Agora, com a nova aquisição, o objetivo é testar toda a população do mo município, que é de 13.500 habitantes.
A experiência foi tão positiva que a prefeitura está estendendo as compras na modalidade de pregão eletrônico também para os órgãos públicos municipais, como a Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Alexandria.
 
 
PARA OUVIR O EPISÓDIO, CLIQUE NA PLATAFORMA DE SUA PREFERÊNCIA: