Leonardo Ladeira falará no módulo de hoje à noite para mostrar como a plataforma tornou-se uma alternativa ágil nas compras públicas dos municípios
 
O CEO do Portal de Compras Públicas, Leonardo Ladeira, participa nesta quarta-feira (24) de mais uma iniciativa do iCities, principal empresa especializada em projetos e soluções para cidades inteligentes do Brasil, que atua integrando ciência, tecnologia e engenharia. Numa master class sobre contratação pública do Programa Smart City Expert, do iCities Academy, ele vai falar sobre a experiência do Portal, como maior plataforma privada de pregão eletrônico do país. 
Além de apresentar a plataforma, suas ferramentas e soluções, o objetivo é mostrar que o Portal de Compras Públicas é uma alternativa ágil para a contratação das compras municipais, tanto que já é a solução escolhida por mais de 1.600 prefeituras em todo país. 
A master class será às 21:30h e integra o módulo “Modelos de Contratação para projetos de Smart Cities: de contratos ágeis até Parcerias Público-Privadas”. 
Após a palestra de Ladeira, haverá um espaço para discussão do tema e networking com os participantes. O módulo será ministrado pelos professores Guilherme Dominguez e Isadora Cohen.
 
Em setembro, o CEO do Portal já participou de uma Live do iCities Weawer - plataforma que visa impulsionar negócios público-privados totalmente online e está conectada às melhores soluções para os desafios das cidades. Ele foi convidado a falar sobre o tema “Possibilidades de soluções aos municípios para implementar transparência em seus processos de compras públicas”.
“Uma das missões mais caras ao Portal é compartilhar conhecimento sobre compras públicas e o iCities tem nos proporcionado levar isso a novos atores – sempre sob o princípio de que uma instituição pública precisa assegurar que suas ações estejam direcionadas a objetivos alinhados aos interesses da sociedade, especialmente no tocante ao uso do dinheiro público”, destacou Ladeira. “Para isso, desenvolvemos ferramentas que permitem uma melhor gestão do uso desses recursos nas compras municipais e, ao mesmo tempo, garantem acesso amplo e transparente à população sobre como as prefeituras estão gastando o dinheiro”.